Uma pequena visão da selva ágil

AgileProjetoAcceptance Test Driven DevelopmentAdaptive Software DevelopmentágilAgileagile frameworksAgile Integration Framework (AIF)Agile modeling (AM)Agile Project Management (APM)Agile Team Portfolio Management (AgileTPM)Agile Unified ProcessAgileBAAgileDSAgilePathAgilePfMAgilePgMAgilePMAgileSHIFTAgility scalesAPMASDATDDAUPBDDBehaviour Driven DevelopmentCI/CDContinuous AgileContinuous Integration and Continuous DeploymentCrystal ClearCrystal DiamondCrystal familyCrystal MaroonCrystal OrangeCrystal Orange WebCrystal RedCrystal SapphireCrystal YellowDADADDesigndevopsDisciplined AgileDisciplined Agile (DA)Disciplined Agile DevelopmentDSDMEDDEnterprise AgilityEnterprise ScrumExample Driven developmenteXtreme ProgrammingFAST AgileFDDFeature Driven Developmentframework ágilGoal Driven Agile (GDA)HolacracyIndustrial XPJames MartinJim HighsmithKent BeckLarge-Scale ScrumLean StartupLeSSMoPMSPNexusOSAPair ProgrammingPMI-ACPPraxis FrameworkPRINCE2 AgileProject Half DoubleRADRAGERapid Application DevelopmentRational Unified ProcessRom JeffriesRUPS@SSAFeSam BayerScALeDScrum at ScaleScrumbanSfPfMSpotify modelSurgeTDDTest Driven DevelopmentUser ExperienceUXWard CunninghamXPXSCALE

Neste texto você terá uma pequena visão da selva ágil. Apesar de já termos feito uma vez aqui um Benchmark Ágil, hoje vamos olhar um pouco mais à fundo. Há alguns anos, você poderia dizer “Scrum é ágil” e perguntar “ágil é Scrum? Agora sabemos que há mais carne nos ossos. Neste momento, existem mais

Gerenciamento de programas – uma introdução (parte final)

PRINCE2ProjetoGestão de ProgramasMSPPRINCE2

Último artigo da série sobre Gerenciamento de programas, nos 3 artigos anteriores falamos sobre uma breve introdução à gestão de programas, agora vamos entender os fatores críticos para o sucesso. Fatores críticos de sucesso Deve haver uma boa razão para realizar as mudanças. Uma imagem aceita da solução precisa ser posta em prática pelas pessoas mais

Gerenciamento de programas – uma introducao (parte 3)

PRINCE2ProjetoGestão de ProgramasMSPPRINCE2

Projetos em programas Conforme indicado anteriormente, um programa tem apenas um ou vários projetos, incluindo várias atividades. Pense, por exemplo, em configurar e criar um armazém como um programa, onde todos os tipos de projetos são necessários para desenvolvê-lo. O objetivo do programa é então formulado em termos de números de lucro, ações, número de

Gerenciamento de programas – uma introducao (parte 2)

PRINCE2ProjetoGerenciamento de programasMSPPRINCE2

Gerenciamento de programas O gerenciamento de programas fornece uma estrutura para definir e implementar mudanças em uma organização. Este quadro abrange a criação de uma visão explícita, a definição do plano e o valor agregado da situação futura para a organização, bem como a organização e os processos, a fim de implementar mudanças e alcançar

Perdido em normas

ProjetoAMPGAPMAxelosbenefits managementchamps2CMBOKFrameworkGuia de refêrencia de padrõesICB4IPMAISO21500ITILManaging BenefitsMBMoPMoRMoVMSPNCBNexusnormasP2MP3M3P3OpadrõesPM2PMBOKPMIPMOPMPPortfolio ManagementPRINCE2PRINCE2 AgileQRCRisk Managementscrumstandard

Depois de algum tempo estudando gestão de projetos, me deparei com um texto “perdido em normas” e um ‘cartão de referência’ muito bem elaborado por Henny Portman, que me trouxe algumas ideias – como ele mesmo descreveu, o cartão é limitado, existem muitas outras metodologias – uma delas foi traduzir para nossa língua pátria e