Projeto

Projetos de inovação: Taxi aéreo autocontrolado em Dubai

Enquanto empresas e governos de boa parte do mundo ainda se batem com relação aos carros que se dirigem sozinhos, Dubai demonstrou, mais uma vez, estar vivendo no futuro. A cidade dos Emirados Árabes Unidos realizou nesta terça-feira (26) os primeiros testes de um serviço de táxis voadores autônomos que deve ser implementado em até cinco anos. No o início desta semana, o primeiro táxi aéreo autônomo do mundo passeou cerca de cinco minutos pelo céu de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, a uma altura de 200 metros do solo.

Este foi um dos primeiros testes realizados com o veículo, desenvolvido pela Volocopter, uma empresa alemã.

O voo de testes faz parte da tentativa dos Emirados Árabes de ser tornar o primeiro país do mundo a oferecer a tecnologia.

“Não é apenas um modelo, nós realmente testamos esse veículo voando nos céus de Dubai”, disse o chefe da agência de transporte, Mattar al-Tayer, de acordo com o jornal britânico “The Telegraph”.

O veículo se parece com um drone gigante – ou um helicóptero reduzido –, tem 18 hélices e espaço para apenas dois passageiros.

Quem fabrica?

Produzidos pela Volocopter, uma empresa alemã, os drones que estão sendo usados para os testes também são aqueles que serão aplicados no projeto piloto, com as devidas atualizações. A versão usada no experimento tem autonomia de voo de 30 minutos e é capaz de atingir uma velocidade de até 10 km/h, apesar de, durante o voo, a recomendação é pela manutenção dos cerca de 50 km/h. 18 rotores na parte superior garantem a redundância, bem como nove sistemas independentes de baterias sempre em funcionamento.

O objetivo da Volocopter é que o serviço funcione como os já conhecidos aplicativos de transporte particular. No entanto, como o táxi voador tem bateria para voar durante 30 minutos, a ideia é que as viagens sejam curtas.

Qual o projeto?

A ideia é criar uma série de rotas aéreas sobre a cidade, com pontos definidos para chegada e partida dos drones. Tudo funcionaria de maneira autônoma, com os passageiros voando sozinhos no interior do táxi aéreo, mas com controle direto a partir de uma central localizada bem no meio dos caminhos a serem seguidos pelos veículos.

A expectativa das autoridades de Dubai e também do xeique que financia todo o projeto é inaugurar o sistema de táxis voadores autônomos em 2022. Além das agências governamentais locais, a Uber também escolheu a cidade para uma iniciativa semelhante, que ainda está sendo desenvolvida e deve ser apresentada em 2020.

Nas palavras de HH Sheikh Hamdan Bin Mohammed Bin Rashid Al Maktoum em seu perfil do LinkedIn:

“Today I saw test flight of Autonomous Air Taxi, world’s 1st self-flying taxi, which adds to our record as a nation that embraces the future. Under our leadership, we have built an environment that nurtures innovation, and has made UAE a place that attracts world’s brightest minds. We are racing ahead of time implementing tomorrow’s projects today, exploring opportunities to serve the community & create a happy society. Dubai’s Roads and Transport Authority project supports Dubai’s growth into world’s smartest city; we are always on lookout for ideas that will help achieve our goals”

“Hoje eu vi o vôo de teste do Taxi Aéreo Autônomo, o primeiro táxi voador autônomo do mundo, que acrescenta ao nosso recorde como uma nação que abraça o futuro. Sob nossa liderança, construímos um ambiente que alimenta a inovação e que criou os Emirados Árabes Unidos um lugar que atrai as mentes mais brilhantes do mundo. Estamos correndo antes do tempo implementando hoje os projetos de amanhã, explorando oportunidades para servir a comunidade e criar uma sociedade feliz. O projeto de Roads and Transport Authority de Dubai apóia o crescimento de Dubai na cidade mais inteligente do mundo; Estamos sempre à procura de ideias que ajudarão a atingir nossos objetivos”

A Volocopter, empresa do mesmo grupo que controla a Mercedes Benz, já trabalha em implementar uma série de sensores para aumentar a segurança do drone. Com os novos equipamentos, ele poderia evitar obstáculos automaticamente no ar, não batendo, portanto, em outros drones ou prédios.

De acordo com a Reuters, a ideia da cidade de Dubai é ter um serviço de táxi aéreo completamente automático nos próximos cinco anos. A frota seria constituída por veículos autônomos, e os passageiros poderiam chamar um drone através de um app, bem ao estilo Uber.

Dubai, que abriga a torre mais alta do mundo, é um dos principais destinos turísticos do Golfo Pérsico, com 14,9 milhões de visitantes no ano passado.

Coimbra, PMP on FacebookCoimbra, PMP on LinkedinCoimbra, PMP on TwitterCoimbra, PMP on Youtube
Coimbra, PMP

CEO do portal, apaixonado por gestão de projetos, metodologias, minha família, professor, consultor, certificado PMP, Six Sigma White Belt.


Comentários

Deixe uma resposta