Agile Projeto Tecnologia

Progressive Web Apps em projetos de software

Já ouviu falar de Progressive Web Apps? Gerenciar um projeto não é fácil, agora imagine gerenciar um projeto que contemple uma aplicação Web e mobile. Além da diferença entre os dois ecossistemas ainda precisamos lidar com várias plataformas.

Só para ter uma ideia hoje são três as principais plataformas mobile, Android, iOS e Windows Phone. É claro que em uma grande empresa possivelmente existirá um gerente de projeto para cada ecossistema, ou ainda um gerente por plataforma. Ainda nesse caso precisaria de um coordenador para lidar com as diferenças entre os ecossistemas e plataformas.

Seguindo a filosofia do Java, “write once, run anywhere”, o pessoal do W3C junto com a Google e a Microsoft vem desenvolvendo um conceito que pode ser a próxima grande sacada. São as PWAs, ou Progressive Web App, a ideia basicamente é possibilitar a instalação de uma aplicação Web em dispositivos móveis e desktop.

O Cenário

Imagine o cenário onde o cliente gostaria de desenvolver uma aplicação que vai rodar na Web e nas três principais plataformas móveis. Pensando em um time mais enxuto teríamos, um programador backend, um programador Web, um programador Android, um programador iOS, um programador Windows Phone, etc. Fica fácil perceber que quanto mais plataformas adicionarmos maior será o time, especialmente nas plataformas móveis, onde os programadores tentem a ser especialistas na plataforma e dificilmente programam em mais de uma.

Recursos

Recursos físicos como dispositivos reais para teste ainda são necessários, porém é possível usar emuladores e simuladores para testar. Uma grande desvantagem das Apps nativas é que normalmente precisamos de um computador para a plataforma Windows e outro para a Apple, já que ambas as ferramentas e SDKs necessários para desenvolver só estão disponíveis em cada plataforma.

Esse tipo de restrição ainda não afeta as PWAs, já que elas podem ser desenvolvidas em qualquer computador que tenha um bom editor de texto e um navegador. Digo que esse tipo de restrição ainda não chegou, pois já existem estudos para tentar viabilizar a disponibilização das PWAs nas lojas de Apps.

Esse movimento é forte principalmente do lado da Apple, que ainda está resistente contra essa nova abordagem de aplicação híbridas (web e móvel), já que as PWAs são uma forte concorrente contra os seus Apps nativos (aqui podemos lembrar do já quase enterrado Flash).

O conceito e as vantagens do PWA

O conceito de escrever um único código que roda em vários lugares não é novidade no mercado. Existem inúmeras tentativas para isso e a cada dia surgem muitas outras mais. Pensando nisso qual seria então a vantagem de uma PWA?

Como toda solução as PWA não são uma bala de prata, ou seja, não resolvem todos os problemas. Elas estão sendo criadas para facilitar o desenvolvimento e ajudar os usuários. Com a moda dos dispositivos móveis surgiu um crescimento do número de Apps, isso causou uma queda no volume de aplicações Web. A grande vantagem das PWA vem aí, elas são aplicações Webs que podem ser instaladas nos dispositivos pelos usuários.

As PWAs tem a grande facilidade de precisar de um time muito menor para alcançar um público muito maior. Com isso facilita e muito o gerenciamento de pessoas e recursos necessários para desenvolver uma aplicação que atinja o maior número de plataformas possível. Se as PWAs serão o futuro ainda é um pouco incerto afirmar, como foi visto acima ainda temos a resistência da Apple em suportar tudo o que é necessário, pois isso competiria com a sua maior fatia de receita, a App Store.

Ainda é necessário esperar para ver se os usuários irão aceitar bem as PWAs como aceitaram as Apps Mobile. Mesmo assim grandes players do mercado já estão fazendo as suas apostas nessa nova tecnologia. As plataformas híbridas já sofreram muito e ainda sofrem um grande preconceito por não serem tão fluidas como as experiências nativas.

Acompanhando os últimos anos a evolução da Web podemos ver que esse experiência fluida está cada vez mais presente nos navegadores. A Web é um lugar que busca ser o máximo democrático possível, independente de plataforma ou ecossistema. Juntando tudo isso temos nas PWAs uma mão na roda tanto para os engenheiros de software quanto para os gerentes de projetos.

Artigo de Fabrício Silva, graduando em Engenharia Web para o portal Projetos e TI

Coimbra, PMP on FacebookCoimbra, PMP on LinkedinCoimbra, PMP on TwitterCoimbra, PMP on Youtube
Coimbra, PMP
CEO do portal, apaixonado por gestão de projetos, metodologias, minha família, professor, consultor, certificado PMP, Six Sigma White Belt.

Comentários

Deixe uma resposta