PRINCE2 Projeto

PRINCE2 – Estrutura e Princípios

A algum tempo fiz um curso de introdução a metodologia PRINCE2 (PRojects IN Controlled Environments) então algumas anotações do curso serão abordadas aqui e no futuro poderemos detalhar melhor cada um de seus princípios, temas e processos, então vamos à uma pequena introdução das anotações que fizemos, digo fizemos pois estas anotações foram compiladas por meu amigo Henrique Moisés.

O que é um projeto?

“Organização temporária criada com o objetivo de entregar um ou mais produtos de negócio de acordo com o Business Case acordado”

Managing successful projects with PRINCE2

  • Temporário (Início e término definidos)
  • Único (Particularidades)
  • Multifuncional (Especialidades)
  • Movido por incertezas (Executado por pessoas, Recursos limitados)
  • Gera mudanças
  • Sequencia clara e lógica

Um projeto nasce de uma necessidade e é concebido após uma análise de viabilidade. Um projeto PRINCE2 é concebido em um ambiente formado por fornecedor e cliente.

O que devemos gerenciar em um projeto baseado em PRINCE2?image

Estrutura do PRINCE2

O PRINCE2 é composto por 7 princípios, 7 temas e 7 processos.

Princípios

Temas

Processos

Justificativa contínua do negócio Business Case Starting up a Project
Aprender com a experiência Organização Directing a Project
Definir papéis e responsabilidades Qualidade Initiating a Project
Gerenciar por estágios Planos Controlling a Stage
Gerenciar por exceção Risco Managing Product Delivery
Foco no produto Mudança Managing a Stage Boundary
Customização ou adaptação (tailor) Progresso Closing a Project

image

Princípios do PRINCE2®

Justificativa contínua do negócio

  • Justificativa no início do projeto
  • Continuidade durante o projeto
  • O fim deverá justificar os meios
  • Objetivo específico (Um produto)
  • Alinhamento com a estratégia corporativa

Aprender com a experiência

  • Capturar lições aprendidas (Informações históricas, O que foi feito certo? O que foi feito errado? O que faria diferente?)

Definir papéis e responsabilidades

  • Executivo (Representante do Gerenciamento corporativo ou do programa, Defende os interesses do negócio)
  • Gerente do projeto (Responsável por gerenciar o projeto, Criar as estratégias de Gerenciamento e Papéis e responsabilidades, Montar e apontar a equipe de Gerenciamento do Projeto, Entre outros.

Habilidades:

  • Comunicação
  • Organização
  • Finanças e contabilidade
  • Liderança
  • Negociação
  • Trabalhar em equipe, motivar e envolver os liderados
  • Pratica do feedback
  • Usuário(s) Sênior(s) – (Representa o Cliente Principal, Responsável por especificar o produto e benefícios esperados)
  • Fornecedor(es) Sênior(s) – (Representa o Fornecedor (interno ou externo), Responsável por prover os recursos e habilidades necessárias)
  • Garantia do projeto – (Representa o Comitê de Controle do Projeto, Responsável por monitorar o projeto em todos os aspectos, Não atribui ordem ao Gerente do Projeto (função apenas do executivo))
  • Autoridade de mudanças – normalmente o Gerente do Projeto exerce esta função. Representa o Comitê de controle do Projeto, Responsável por autorizar mudanças conforme limite definido pelo Comitê de Controle do Projeto
  • Suporte do projeto – (Responsável por auxiliar o Gerente de projetos em suas atividades, Serviços administrativos, Uso e orientação das ferramentas, Gerenciamento de Configuração, É usado para identificar como e por quem os produtos do projeto serão controlados e protegidos,

Responde às perguntas:

  • Como e onde os produtos do projeto serão armazenados?
  • Como os produtos e as várias versões e variantes dos mesmos serão identificados?
  • Como as alterações serão controladas, Além de definir o responsável pelo gerenciamento, recomenda-se que o padrão de documentação também seja registrado.
  • Gerente de Equipe Especialista – faz parte da equipe de Gerenciamento do Projeto
  • Responsável pelo gerenciamento da equipe especialista
  • Responsabilidade da entrega dos produtos

Gerenciar por estágios

  • Tomadores de decisão são envolvidos em intervalos apropriados
  • Um estágio de cada vez
  • Muito curto = esforço de gestão desnecessário
  • Muito longo = não possui envolvimento suficiente da gerência
  • Viabilidade do projeto é verificada no final de cada estágio

Gerenciar por exceção

  • Estabelecer limites de autoridade
  • O Corporate or Programme Management determina tolerâncias em nível de projeto para o Project Board. O Project Board determina tolerâncias em nível de estágio para o Gerente do Projeto que determina tolerâncias em nível de pacote(s) de trabalho(s) para o(s) Gerente(s) de Equipe(s) Especialista(s).
  • Tolerância
  • Tempo
  • Custo
  • Qualidade
  • Escopo
  • Risco
  • Benefício

image

Foco no produto

  • Orientado a produto (não a atividade como o PMBOK)•    Entrada ou saída•    Tangível ou intangível •    Pode ser descrito com antecedência •    Pode ser criado •    Pode ser avaliado

Customização ou adaptação (tailor)

  • PRINCE2® é uma metodologia flexível
  • Comitê Diretor do Projeto e Gerente do Projeto decidem como o método será aplicado

Bem por hoje já temos uma prévia dos 7 princípios do PRINCE2, reitero que foram apenas algumas anotações e que no futuro serão melhor compiladas, teremos nos próximos artigos os Temas e Processos e no futuro vamos observar com mais detalhes cada um deles, espero que comentem, compartilhem e voltem sempre para continuar nossa troca de informações.

Coimbra, PMP on FacebookCoimbra, PMP on LinkedinCoimbra, PMP on TwitterCoimbra, PMP on Youtube
Coimbra, PMP
Como fundador da Projetos e TI, ajudo as organizações a se tornarem ecossistemas adaptativos, responsivos e auto-organizáveis, implementando novas práticas, estruturas, ritmos e tecnologias que permitam transparência, abertura, inovação e uma forma progressiva de liderar. Caso queira saber mais entre em contato comigo, inscreva-se na minha newsletter, ou me convide para uma palestra.

Graduado em Gestão de Tecnologia pelo Centro Universitário Barão de Mauá.
Pós-Graduado em Gerenciamento de Projetos, com as práticas do PMI® pelo SENAC.

Certificado como PMP® pelo PMI®. Six Sigma White Belt pela Voitto.
Especializado em BPMN2 pela Anelox, PMCanvas pela PM2.0 e Análise de requisitos

Mentor e influenciador de gestão de projetos, agilidade e transformação digital.

Comentários

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.