PMO Projeto

PMO, pessoa ou escritório?

PMOAntes de ler, qual seria a sua resposta? Pessoa, escritório, ambos, ou nada disso?

  1. O que é um PMO? (Escritório de Projetos) – Introdução1
  2. O que é um PMO? (Escritório de projetos) – Evolução2
  3. O que é um PMO? (Escritório de Projetos) – Equipe de Projeto Autônoma3
  4. O que e um PMO? (Escritório de Projetos) – PSO Project Support Office4
  5. O que e um PMO? (Escritório de Projetos) – PMCOE Project Management Center Of Excellence5
  6. O que é um PMO? (Escritório de Projetos) – O papel do CPO – Chief Project Officer (Diretor de projetos)6
  7. O que é um PMO? (Escritório de Projetos) – Escritório de Gerenciamento de Programas (PMO – Program Management Office)7
  8. O que é um PMO? (Escritório de Projetos) – Modelo Hibrido8
  9. O que é um PMO? – Como iniciar o seu, por onde começar9
  10. PMO , Pessoa ou escritório? 10 (Artigo de Damázio Teixeira, PMP muito importante para esclarecimento geral).
  11. PMO: O Escritório de Projetos e a Visão Administrativa(Meu artigo para o e-News PMI11
  12. O que é um PMO? (Escritório de Projetos) – Fase de Implantação e Operação12

É facilmente compreensível que exista confusão sobre o que é um PMO (Project Management Office), tradução literal Escritório de Gerenciamento de Projetos. O que é difícil é ver um PMO agir da mesma forma em diferentes empresas, ou em diferentes setores de uma mesma empresa ou ainda mais difícil a resposta para: ‘para que serve’, ‘o que o seu PMO faz’, ‘quem é o PMO do seu projeto’ se perguntado a funcionários de uma mesma empresa.

Alguns irão se identificar com os termos aqui descritos, outros vão lembrar de situações que passaram trabalhando com um PMO, outros ficarão surpresos com a diversidade do mundo PMO, e outros claro, irão discordar do que aqui está escrito. Estas reações são verdadeiras, realistas e sinceras, pois todas elas retratam as várias facetas que um PMO pode assumir.

Pra começar: PMO não é uma pessoa, mas é preciso pessoas (1 ou mais) para que o mesmo exista. PMO não é um escritório, não são 4 paredes com uma plaquinha na porta com dizeres ‘Somente pessoas autorizadas’. PMO não é um título ou certificação, assim como é um PMP ou ITIL. PMO é simplesmente um conjunto de entregas para um determinado projeto, programa ou portfólio, que estão fora do cronograma do projeto. São análises, painéis de controle de evolução física, financeira, de riscos, de mudanças, etc. É quase certo dizer que é um grande painel de informações que orienta o Gerente de Projetos, Stakeholders e Sponsor na tomada de decisões sob o mesmo. Isso tudo não chega a ser Rocket Science, mas ajuda a criar uma analogia muito boa, onde o projeto é ‘Lançamento de um foguete’; O Gerente do Projeto obviamente será o piloto, e os integrantes do projeto é o restante da tripulação; o Sponsor é a NASA; e o PMO são todos os painéis que ajudam a orientar o lançamento, seja o PMO do projeto (painéis dentro do foguete), seja o PMO do programa (painéis do QG da NASA).

Vejamos alguns perfis de PMO

(i) o pica-pau; aquele que tem por finalidade levantar informações a cerca do projeto, mas não faz a menor ideia do que se trata o projeto, ou do que estão falando no projeto (acontece em muitos projetos de viés técnico). O pica-pau é aquele que fica o dia inteiro ‘cutucando’ o gerente do projeto ou seus integrantes para obter informações. ‘Como está o projeto?’, ‘já entregaram a atividade 3.2.4.1?’, ‘Qual é o novo cronograma?’, ‘Quais são as suas entregas no projeto?’, ‘porque ainda não entregaram a atividade XPTO?’.

Temos ainda (ii) o guardinha; é aquele que domina o pedaço, sabe tudo o que acontece. Como o projeto está, qual o atraso até a data, qual o plano de ação para recuperação, etc, mas de fato, não coloca a mão em nada. É comum este PMO ser visto como auditoria, pois só aponta os defeitos, mas no que mais se precisa, que é ajudar a resolver e criar soluções, ele diz que não é o seu papel.

Um outro exemplo, lembrando que são vários, (iii) o paizão; é aquele que acredita que o projeto vai dar certo, que está super envolvido com o que está sendo feito no projeto, e que se sente responsável quando o mesmo não está muito bem. Ele assume por vezes atividades do projeto, trabalha em planos e gestão de mudanças, assume quase todo o trabalho sujo, e nunca sabe exatamente qual é o seu papel diante o projeto.

Gosto também de citar (iv) o Homem Banda; este é um PMO de um homem só, geralmente dedicado a um projeto, mas em alguns casos assume vários. As vezes, esse ‘PMO’ é sinônimo de pessoa representante de uma área funcional da empresa que tenha atividades amarradas ao projeto e que reporta ao seu gerente direto só, e somente só, a evolução das suas entregas no projeto. Em alguns, ou muitos casos, esse homem-banda é o próprio Gerente do Projeto, e isso me lembra uma reportagem que vi a algum tempo atrás apresentando esse ‘homem banda’. Esse camarada tinha toda a parafernália amarrada ao corpo, sendo cavaquinho, gaita, bateria, sanfona, etc, e num coordenado e ensaiado ritmo de passos ele conseguia tirar sons de vários instrumentos ao mesmo tempo, mesmo sendo somente ele a gerir toda aquela confusão de instrumentos.

Você pode atuar como PMO, ou fazer parte de um PMO, quando você tem como missão dar report sobre um ou vários projetos a algum stakeholder. Esse report geralmente vem composto de um status até a data, alguns gráficos analíticos, algumas curvas de projeção, talvez um ‘próximos passos’ ou ‘questões’ ou ‘para tomada de decisão’, mas certamente essas não são entregas que deveriam estar dentro do cronograma do projeto, pois elas são dinâmicas, variam com o momento do projeto e com o perfil de cada stakeholder.

Como dica final, se te intitularem como sendo o mais novo PMO do projeto, ou quando você entrar em uma reunião e disserem “Chegou o PMO” ou no pior dos casos virarem pra você e perguntarem “O que exatamente você vai fazer no projeto?”, não se assuste. Agora você tem argumentos para saber se posicionar e clarificar qualquer desencontro de informações e quem sabe até alinhar as expectativas com todos de qual será exatamente seu papel no projeto.

Caso queira dicas de quais são as entregas mais comuns de um PMO, ou como estruturar entregas, ou ainda que tipo de controle deve ser modelado para cada momento ou fase do projeto, utilize esse canal para isso! Se a demanda for alta, o pedido será atendido.

Damazio Teixeira

Comentários

Deixe uma resposta