Conhecimento Escopo Projeto

Pensamento Lateral

No dia a dia nos deparamos com uma série de problemas, uns mais simples de serem resolvidos e outros com um maior grau de dificuldade que chegamos a nos questionar se iremos encontrar uma solução ou não para a situação.

Diante deste cenário cometemos alguns erros como o de usar em excesso o chamado pensamento lógico ou linear, ou seja, é aquele ao que somos estimulados nas escolas principalmente através da matemática, que estamos mais acostumados, é o método clássico para a resolução de problemas, é o que faz sentido em todos os estágios dando segurança ao pensador, usa a lógica em um sentido único em busca de uma única solução1 .

Pensar sempre na mesma direção pode não ser tão útil como mudar de direção, o esforço na mesma direção não irá necessariamente ajudá-lo a alcançar seu objetivo.

Por outro lado existe o pensamento lateral que de maneira simplista é livre e imaginativo, permite nos movermos para todos os lados e não apenas em linha reta, nos permite ser provocativos e nos leva por caminhos menos evidentes, estimulando nossa mente e ao mesmo tempo nos ensina a lidar com novas situações de diversas formas2.

Pensar lateralmente é abandonar a postura passiva que fica à espera da criatividade, indo ao seu encontro, é fazer provocações tirar nossos pensamentos da realidade tradicional, levando-nos a imaginar novas possibilidades e estimulando a criação de novas ideias.

Pensamento Lógico Pensamento Lateral
É convergente: considera a resposta certa para cada questionamento. É divergente: considera várias hipóteses a partir de uma mesma situação.
É seletivo: julga e estabelece relações É multiplicador: sai de relações evidentes
Procura provas e respostas. Procura perguntas incomuns, alternativas.
Preocupa-se com a estabilidade e a segurança. Preocupa-se com as mudanças e o movimento.
Utiliza o sim e o não, escolhe apenas o certo. Ignora o sim e não, se preocupa com o bom.
Quer saber a origem das ideias. Quer saber onde a ideia vai dar.
Procura o que está errado na ideia, para eliminá-la. Procura o que há de bom na ideia para melhorá-la e aproveitá-la.
Segue a trilha do óbvio. Sai da trilha do óbvio.
Garante um resultado. Pode ter de nenhum a infinitos resultados
É necessário durante 95% do nosso tempo. É necessário durante 5% do nosso tempo

Acompanhe a figura abaixo, e procure encaixar a sexta figura:

Aparentemente difícil, ou quase que impossível se seguirmos a sequência dada, porém esta é uma tendência do pensamento lógico, seguir o caminho que vem dando certo. Por outro lado, há como encaixar a sexta figura, se pensar em um caminho diferente usando o pensamento lateral3:

Isto ocorre muitas vezes no nosso dia a dia, tentamos solucionar o próximo passo, baseado nos passos que já foram dados, poucos ousam reconstruir todo o caminho a partir do início, onde muitas vezes se pode chegar à solução à qual não chegaríamos continuando da maneira que estava.

Se você criou uma maneira de resolver as coisas ou alguém te disse que esta é a maneira de fazer isso, provavelmente, há muitos outros caminhos possíveis e até mais eficientes. Por isso, é preciso ter cuidado para não se apegar aos caminhos que aparentemente são confortáveis.

Outra desculpa que costumamos seguir para não buscar novas respostas é o tempo, no pensamento lateral você pode ver as coisas de uma maneira diferente em um curto espaço de tempo. Você tenta encontrar uma nova abordagem ou um novo conceito, e se você não tiver êxito, basta deixar este pensamento de lado4.

Métodos de pensamento lateral

  • Alternativas – usando conceitos como terreno fértil para novas ideias.
  • Foco – direcionando o pensamento.
  • Desafio – liberando-se dos limites dos pressupostos atuais.
  • Entrada aleatória – inserindo entrada não conectada para abrir novas linhas de pensamento.
  • Provocação e movimento – gerando declarações ilógicas e usá-las como pisadas para novas ideias utilizáveis.
  • Colheita – captura de saída criativa.
  • Tratamento de ideias – desenvolvendo ideias e moldando-as para se adequar a uma organização ou situação.

Técnicas de pensamento lateral

  • A técnica de reversão envolve examinar um problema, girando-o completamente ao redor, ou de cabeça para baixo.
  • A técnica de analogia envolve o desenvolvimento de uma declaração sobre semelhanças entre objetos, pessoas e situações.
  • A técnica de fertilização cruzada envolve perguntar especialistas de outros campos para visualizar o problema e sugerir métodos para resolvê-lo de suas próprias áreas de especialização.
  • As metáforas de mistura envolvem o uso de uma metáfora para dar uma nova aparência a uma situação ou problema.
  • A justaposição aleatória envolve a introdução de uma noção completamente nova para permitir que mais ideias sejam geradas.

Fatores críticos relacionados ao pensamento lateral

  1. Concentre-se em ideias dominantes que vêm à mente que polarizam a percepção de um problema.
  2. Olhe para as múltiplas perspectivas do problema.
  3. Relaxe o processo de pensamento lógico.
  4. Permita que as ideias “fora da caixa” venham à mente e sejam consideradas, mesmo que elas não se enquadrem no padrão de pensamento científico e lógico.

Passos no processo de pensamento lateral

  1. Escapar de clichês e padrões fixos
  2. Pressupostos de desafios
  3. Gerar alternativas
  4. Salte para novas ideias e veja o que acontece.
  5. Encontre novos pontos de entrada para avançar.

Técnica de seis chapéus de pensamento (STH – Six Thinking Hats)


Este método usa seis diferentes “naturezas” de pensamento, cada uma representada por um “chapéu” colorido diferente (real ou imaginário). Os chapéus são projetados para promover o “pensamento paralelo” durante o problema do grupo – esforços de resolução. O mesmo chapéu ou modo de pensar é adotado por todos os membros do grupo, criando assim um foco compartilhado. De Bono (19995) considerou os chapéus como “rótulos de direção para pensar”.

  1. Pensamento do chapéu branco – pensamento baseado na informação – exige fatos e figuras.
  2. Pensamento do chapéu vermelho – pensamento emocional – esclarece reações emocionais aos problemas.
  3. Pensamento de chapéu preto – pensamento crítico – avalia o risco.
  4. Pensamento de chapéu amarelo – pensamento positivo ou otimista – analisa os benefícios.
  5. Pensamento do chapéu verde – pensamento imaginativo – enfoca o pensamento criativo.
  6. Pensamento de pensão azul – pensando em pensar – gerencia o processo de pensamento.

Benefícios do pensamento lateral

  1. O pensamento lateral é essencialmente uma técnica de resolução de problemas ou hábito útil da mente. O pensamento lateral está procurando por entradas laterais ao invés de usar uma abordagem de frente-porta para resolver um problema. O pensamento lateral causa uma mudança no pensamento ou na percepção; Isso rompe completamente com pensamentos ou paradigmas anteriores.
  2. O pensamento lateral leva à inovação, o que, por sua vez, leva a soluções realistas. Pense lateralmente ajuda a aumentar a gama de opções ou mais ideias alternativas disponíveis e muitas vezes podem ajudar a superar problemas difíceis. O pensamento lateral transforma os problemas em oportunidades.
  3. O pensamento lateral aumenta a eficácia do pensamento vertical ao desafiar a arrogância e o cliché-padrão de pensamento associado à lógica.
  4. O pensamento lateral desenvolve uma consciência das ideias e práticas atuais; também ajuda no desenvolvimento de novas ideias.

Não importa o tempo destinado ao pensamento lateral, mas sim procurar exercitar isso. Lembre-se que não existe pensamento mágico para construir ideias criativas e que muitos problemas requerem uma perspectiva diferente para serem resolvidos com sucesso.

Referências:

  1. https://amenteemaravilhosa.com.br/aprenda-desenvolver-pensamento-lateral  
  2. https://blog.runrun.it/carreira-profissional-pensamento_lateral  
  3. http://www3.uma.pt/jfreitas/aguasopa.pdf  
  4. http://blogtek.com.br/pensamento-lateral  
  5. http://bonvictor.blogspot.com.br/2014/11/the-term-lateral-thinking-was-coined-in.html  
Carlos Eduardo Ruzzi

Cursando Gerenciamento de Projetos no Senac (Ribeirão Preto-SP), associado ao PMI-Project Management Institute, formação acadêmica em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e tecnólogo na área de Infraestrutura de Redes/Hardware e Gestão de Negócios. Atualmente atuando em alguns projetos da área fiscal dentro da área de Tecnologia da Informação.


Comentários

11 thoughts on “Pensamento Lateral”

  1. Artigo extremamente interessante. O pensamento aliás o desenvolvimento do pensamento distingue as pessoas. Nosso mundo atual influencia-nos a não pensar, afinal se nao pensamos nao temos raciocínio e somos facilmente manipulados.Acredito muito no pensamento e no raciocionio que provoca as pessoas, isto nos ajuda a ter diferentes visões e assimilar o que é necessário para traçar uma perspectiva interssante sobre diversos pontos. Parabens pelo artigo.

  2. Eduardo, parabéns pelo forma simples e objetiva com que você tratou um tema tão abstrato. Seu texto, além de simples de entender, consegue prender a atenção e interesse do leitor. Adorei!

Deixe uma resposta