Carreira Conhecimento Recursos Humanos

Inteligência Emocional e sua influência no trabalho

Imagine você, numa bela praia ou no campo, onde o dia está completamente perfeito. Você resolve desfrutar um pouco mais deste cenário decidindo fazer um mergulho ou caminhar no pela paisagem, resumindo, você está vivenciando uma experiência positiva até este momento correto? Mas repentinamente uma adversidade ocorre como: uma cobra venenosa ou um tubarão surge.

Neste exato momento o cérebro humano, em frações de segundos, registra esta informação e dispara uma série de mudanças para o corpo inteiro, tais como:

  • A Boca fica seca
  • O Estômago para de produzir ácido
  • Há uma variação na dilatação das pupilas
  • O Intestino para de realizar os movimentos peristálticos
  • Aumento da concentração e foco no objetivo entre outras reações

A emoção é este programa biocomputacional do cérebro que envolve uma relação com todo o corpo de forma automática e que irá mover-nos à “ação”. É uma forma eficiente da natureza pra que nos comportemos de maneira eficaz de forma rápida absolutamente automática.

Diante desse cenário acima, inicio o artigo desta semana para abordar o tema sobre inteligência emocional, suas principais vantagens, como usá-la a seu favor no ambiente de trabalho e a relação da inteligência emocional na gestão de projetos.

O que é Inteligência Emocional?

A inteligência emocional é a “capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós e nos nossos relacionamentos.” (Goleman, 1998). Segundo Goleman, a inteligência emocional se divide da seguinte forma:

  • Inteligência intrapessoal: capacidade de formar um modelo preciso, verídico, de si mesmo, se conectar com as próprias emoções e usá-las de forma eficaz;
  • Inteligência interpessoal: capacidade de compreender outras pessoas, o que as motiva, o que sentem, como se portam com os outros, como trabalhar com elas de forma cooperativa.

Em muitas literaturas, Inteligência emocional é uma forma de controlar as emoções, porém isso não se dá diretamente, o que é possível de se fazer é controlar certos comportamentos para que haja uma alteração emocional, como por exemplo: meditação.

Como usar a inteligência Emocional a seu favor?

O grande trunfo da inteligência emocional é a pessoa entender e identificar seus processos emocionais e dos demais a sua volta, pois cada um possui um perfil emocional diferente.

Uma pessoa emocionalmente inteligente é aquele que consegue identificar as suas emoções com mais facilidade e usa isso a seu favor como: se automotivar e seguir em frente, mesmo diante de frustrações e adversidades. Esta pessoa consegue identificar quais são os gatilhos de suas emoções, consegue controlar certos impulsos, canaliza estas emoções para situações adequadas e evita outras emoções em momentos inapropriados.

A Inteligência Emocional na Gerência de Projetos

O ambiente exclusivo dos projetos torna de vital importância a aplicação da Inteligência Emocional para os gestores de projetos por três motivos.

  1. Como cada projeto é único, os gestores de projetos passam de um projeto para outro vivenciando mudanças de equipes e outras partes interessadas, o que os pressiona a avaliar, entender e administrar as emoções deles para construir relacionamentos.
  2. Pelo fato dos projetos serem temporários, com começo e fim, diferente da gerência geral, os gestores de projetos precisam mudar rapidamente, não dispondo de tempo, em geral, para desenvolver relacionamentos sólidos e criar um ambiente positivo para equipe. Assim, é necessário trabalhar os relacionamentos desde o início dos projetos para que não desandem.
  3. Na maioria dos casos, dada a limitação de poder e autoridade do gestor de projeto sobre a equipe de projeto, sem poder ordenar os outros a fazerem o que é preciso, os gestores de projetos necessitam de usar estratégias, como princípios de Inteligência Emocional, para que os membros da equipe alcancem os resultados desejados.

Conclusão

O Gestor precisa identificar, além da capacidade cognitiva, o perfil emocional de cada pessoa no seu projeto, pois um indivíduo extremamente emocionalmente agressivo nem sempre pode ser algo ruim e um perfil integrador algo bom. Imagine um cenário de competitividade, um perfil emocionalmente agressivo é essencial neste momento ao contrário do perfil emocionalmente integrador mais voltado para um projeto onde é necessário a integração e engajamento do time.

Ressalto também que há como desenvolver e melhorar a capacidade emocional com livros, cursos de lideranças, mas nada substitui a prática no dia-a-dia, e o grande desafio do gestor é entender seu processo emocional e principalmente dos demais e usar isso a seu favor em benefício de seus projetos e da organização.

Quer saber mais? Assista a um dos nossos webinares sobre o tema

Para garantir o PDU preencha aqui nossa pesquisa de satisfação do webinar https://goo.gl/forms/eDgBnwiji1xWVTWb2

Flávio Costa on InstagramFlávio Costa on LinkedinFlávio Costa on Twitter
Flávio Costa
Gerente de Projetos na Hexagon

Gerente de projetos com mais de 15 anos de experiência desde desenvolvimento de software, gestão de portfólios, programas e projetos, liderança e formação de equipes. Possui as principais certificações gestão de projetos como: PMP (Project Management Professional) pelo PMI, PRINCE2 Practitioner, PRINCE2 Agile e MoP (Management of Portfolio) pela Axelos, Agile Scrum pela Exin entre diversas outras.


Gerenciou grandes projetos e programas de implantação de sistemas nos segmentos de comércio, varejo, engenharia, segurança pública, informações geográficas e setor público sempre com foco no relacionamento interpessoal e gestão de mudança com alto valor estratégico. Sempre engajado e comprometido em construir e liderar equipes para atingir as metas corporativas e entregar valores e benefícios a organização e cliente.


Atualmente é: Gerente de Projetos na Hexagon, Gerente de Portfólio no PMI-SP, Professor em gestão de projetos pelo SiteCampus e Colunista nos portais TI Livre, Projetos e TI, e Profissionais TI


Comentários

Deixe uma resposta