Governança Responsabilidade Social

As empresas produzem e quem consome?

Falamos de responsabilidade socioambiental empresarial e de como as empresas agem em relação ao meio ambiente, às pessoas e à economia. Mas quem estimula a produção de bens que podem de alguma forma prejudicar a sociedade? Nós, os consumidores.

Entender os conceitos de consumo é importante, pois é a partir domínio dos conceitos que podemos identificar nosso comportamento dentro da economia e estimular o que é mais adequado aos nossos ideais.

Falemos agora sobre os tipos de consumo:

Consumo alienante é o consumo provocado por campanhas de marketing  que provocam compras de impulso;

Consumo compulsório é o consumo para as pessoas que não tem escolha de consumir o que desejariam, sendo alienantes ou solidárias, é o consumo que o poder da compra da pessoa permite;

Consumo para o bem viver é um consumo feito para satisfazer as necessidades especificas de uma determinada pessoa, este tipo de consumo não é feito pelo por influência das propagandas;  

Consumo solidário é um consumo praticado com o objetivo de contribuir para o bem estar da sociedade de uma forma geral, contribuindo muitas vezes para cooperativas e empresas de economia solidária, ajudando e estimulando esses tipos de atividades;

Consumo consciente é o consumo que é uma prática permanente de cidadania. Seu objetivo extrapola o atendimento de necessidades individuais e leva em conta os reflexos na sociedade, economia e meio ambiente.

Após o entendimento de vários conceitos de consumo, podemos falar do Consumerismo; que é uma atitude oposta ao consumismo. O consumerismo é um consumo racional, controlado e responsável levando em consideração o aspectos sociais, culturais e ambientais. Essa atitude tem ganhado forma de diversas maneiras, como na criação de organizações sem fins lucrativos que visam propagar esses conceitos e ações, cooperativas de Economia solidária e empresas que tem dentro de suas prioridades a sustentabilidade e responsabilidade social, como empresas que tem como estilo de gestão a Economia da Comunhão.

Diante dessas ideias deixo aqui uma reflexão, que espero que gere uma ação, sobre o tipo de demanda que temos gerado enquanto consumidores. Não adianta só achar que é importante que as empresas tenham responsabilidade sobre a sociedade e não avaliar nossos hábitos de consumo. Importante mesmo é  entender que a responsabilidade socioambiental é uma cadeia de atitudes que começa por um simples ato.

Cleber Sousa

Comentários

Deixe uma resposta