Humor Tecnologia

Sua empresa tem plano de contingência?

Imagine você chegando as 7:30h da manhã e a primeira coisa que você vê é que o quadro de força pegou fogo, isso mesmo. Fogo! O que você como gerente de TI faria? Primeiro que a função do gerente de TI é a de evitar que esse tipo de coisa aconteça, mas se acontecer é bom que existam alguns cuidados que podem ser tomados, por exemplo:

Virtualização

Mantenha sempre um espelho da empresa fora da empresa, em um lugar previamente selecionado pelo gerente de TI e os respectivos donos, isto pode ser muito útil no caso de perca do servidor da matriz, lembrando que o espelho deve ser uma máquina maior ou de igual desempenho do servidor matriz.

Interoperabilidade

Se os programas utilizados na empresa são feitos por vocês mesmos, lembre-se, faça-os trabalhar em conjunto e harmonia, quanto mais integração e transparência os programas virem a utilizar, melhor numa situação de contingência.

Tecnologias sem fio, G3 WiMAX.

Bons no-breaks com suas respectivas revisões periódicas de 8 meses, podem manter mesmo que por poucas horas uma rede sem fio e notebooks (usados sempre para este momento com seus devidos aplicativos instalados, de preferência a maioria dos utilizados nos setores para evitar que um funcionário fique sem ferramenta).

Tecnologias 3G podem ser amplamente utilizadas para o uso da internet, (mesmo não muito rápidas ou baratas) elas representam um ótimo recurso (quando não se tem recursos).

Aviso de falha

Seus clientes devem saber que sua empresa passa por problemas técnicos de natureza externa e que mesmo assim você continua a trabalhar normalmente, um aviso no website pode ser o suficiente para mostrar que existe um problema e que você é capaz de contorna-lo.

– Home-office

planocontingencia1
Seus funcionários trabalham na empresa pois você confia no desempenho e honestidade dos mesmos certo?
Já pensou o que eles poderiam fazer num home-office? Talvez com um pouco mais de confiança você consiga que o funcionário tenha pelo menos um telefone da empresa (seja celular ou rádio), uma conexão 3G e claro um plano de tarefas pré-determinadas, que devem alimentar suas planilhas dia após dia.

E no caso de “enchente”? (pequena parte com um toque de Humor)

Bom depois verificar uma situação convencional, imaginem só uma enchente, você chega na firma e aquele temporal da noite passada acabou com o telhado (empresas pequenas geralmente usam casas no Brasil), e tudo alagou o que fazer?

Basta ter um mouse a prova d’agua:

planocontingencia2

Para quem está acostumado a usar mouses com fio ou com leitor óptico, uma novidade promete transformar os acessórios de computador. O Jellyclick é um novo formato em que a ideia de equipamento portátil é levada ao extremo.

O mouse, cujo design é de responsabilidade de Bongkun Shin, Heungkyo Seo, Jiwoong Hwang & Wooteik Lim, é composto de um circuito eletrônico que percorre uma pequena superfície flexível. O “corpo” do mouse é feito somente de plástico. Com isso, é possível carrega-lo no bolso se necessário.O Jellyclick é um mouse inflável. Você assopra quando for usa-lo, conecta o cabo USB e ao término basta abrir a válvula de ar para que ele volte a ser somente uma superfície de plástico.

E um teclado a prova d’agua:

planocontingencia3
Lenovo Waterproof Keyboard, é um teclado com um sistema de drenagem de líquidos, dessa forma não haverá problemas quando sem querer você ou alguém derrubar um copo de água, refrigerante, suco, café, etc.. ao lado do teclado.

Laptop a prova d’agua:

planocontingencia4
Panasonic está com uma novidade em lançamento no Japão: o Toughbook CF-U1, um notebook super-resistente e à prova d’água. Ele aguenta quedas de 1,2 metro de altura no concreto. O Toughbook CF-U1 é ultra-compacto com medidas de 184 x 151 x 57 milímetros.

De acordo com a agência AP o laptop possui processador Intel Atom e bateria que dura em torno de 10 horas. O Toughbook CF-U1 da Panasonic está com data prevista de chegada ao mercado norte-americano para agosto, conforme
informações do site LaptopMag, e custará US$ 2,5 mil (cerca de R$ 4 mil).

Depois disso falta só um 3G e um no-break resistente a água (e que funcionem debaixo dela, ai não tem como não manter seus empregados sem trabalhar, e não se esqueçam dos óculos de mergulho).

planocontingencia5

Ficam aqui minhas dicas, creio que não sou a melhor pessoa para falar disto mas é o que penso e o que pequenas empresas podem fazer para uma melhora significativa nos lucros mesmo em situações de risco.

Coimbra, PMP on FacebookCoimbra, PMP on LinkedinCoimbra, PMP on TwitterCoimbra, PMP on Youtube
Coimbra, PMP
CEO do portal, apaixonado por gestão de projetos, metodologias, minha família, professor, consultor, certificado PMP, Six Sigma White Belt.

Deixe uma resposta