Relação ganha-ganha e os parceiros inanimados

“Ou técnicas de resolução de conflitos vista por outro ângulo”

Levando em consideração que a gestão de projetos que faz parte do meu cotidiano, notei que para gerir uma equipe, uma parceria ou até mesmo algo para a vida, é necessário uma relação de ganha-ganha, que é o jeito de eliminar o problema real e chegar à uma solução concisa, mas vamos abranger um pouco estas questões. Primeiro devemos conhecer as Técnicas de resolução de Conflitos

Confronto ou solução de problemas (Confronting / Problem Solving)

Resolver e eliminar o problema real – Ganha-Ganha, este tipo de relacionamento envolve duas partes, sejam elas parceiros de negócios, empresas num mesmo projeto, você e sua namorada(o) ou esposa(o) qualquer que seja o grau de intimidade desde que estas partes estejam em acordo, por exemplo:

Seu filho precisa fazer um curso no exterior mas você não tem condições de arcar com os custos de hospedagem, mas sabe que tem um amigo que mora no exterior e que precisa de um funcionário para ajudá-lo no trabalho, em uma relação de Ganha-Ganha, vocês combinam que seu filho trabalhará em troca da hospedagem/estadia dele enquanto realiza o curso, isso resolve (ou elimina) o problema real, e faz com que as duas partes tenham partes iguais de responsabilidades e deveres. Nesta modalidade ninguém perde.

Negociação (Compromising)

Soluções que satisfaçam parcialmente os envolvidos. Os dois lados perdem algo – Perde-Perde, este tipo de relacionamento faz com que as partes acabem perdendo alguma coisa, por exemplo:

Mesmo seu filho indo para o curso no exterior e se hospedando em seu amigo ele além de trabalhar ainda terá que pagar uma pequena taxa de aluguel, o que significa que para seu amigo seu filho também não poderá trabalhar em tempo integral, ou até mesmo somente alguns dias da semana, dessa forma ambos perdem algo.

Retirada / Evitar (Withdrawal / Avoidance)

Adiar resolução do problema. Evitar embate, bem não há o que dizer neste caso, mas veja, aqui os dois lados vão fazendo ‘gestão abdominal do tempo’ ou seja ‘empurrando com a barriga’.

Panos quentes / Acomodação (Smoothing)

Enfatizar pontos de concordância e não as diferenças de opinião. Nesta modalidade vale verificar que a parceria acaba fazendo com que os dois lados ‘sintam-se’ que os pontos em comum valem a pena para continuar, o que talvez não seja condizente com a realidade.

Colaboração (Colaboration)

Incorporar diversos pontos de vista e opiniões de diferentes perspectivas; resulta em consenso e compromisso, o que define bem uma parceria, seja ela qual for desde que o compromisso seja seguido.

Imposição / Força: (Forcing)

Precisa explicar?? Na verdade uma das técnicas menos valiosas de resolução de conflitos, e talvez a mais utilizada até hoje.

Mas por que tudo isso?

Entenda que mesmo sendo técnicas de resolução de conflitos, elas podem ser aplicadas à parceria, recentemente tive um problema com um parceiro e este sempre esteve ‘ao meu lado’ dizendo o que e como fazer as coisas, sempre orientando nas questões de ‘ao fazer uma parceria você deve anotar em documento que ambas partes devem ter direitos e deveres’ mas o que aconteceu neste caso? Nada, este parceiro me fez gastar tempo, e o pior dinheiro em soluções que ele mesmo desconhecia, já minha curva de aprendizado e minha curva monetária foram consequentemente se expandindo e se extinguindo, até que chegamos ao ápice da ruptura.

Antes de iniciar uma parceria verifique se você está fazendo sua parte do acordado e se seu parceiro é alguém que está do seu lado ou é só um parceiro inanimado, dessa forma você evita que os confrontos sejam sempre à favor de um e que contemplem aos dois.

Se seu parceiro for seu cliente eu sugiro fortemente que você o demita se a relação deixa de ser ganha-ganha para ser ganha-perde.

Como saber se estou numa relação que não é ganha-ganha?

Basta ver nosso gráfico!!

Relação Ganha-Ganha

Comentários

comentarios

Coimbra, PMP on sabbehanceCoimbra, PMP on sabfacebookCoimbra, PMP on sablinkedinCoimbra, PMP on sabyoutube
Coimbra, PMP
Gerente de Projetos, PMO, CEO do portal Projetos e TI, Professor de Pós/MBA e apaixonado por gestão de projetos.

Coimbra, PMP

Gerente de Projetos, PMO, CEO do portal Projetos e TI, Professor de Pós/MBA e apaixonado por gestão de projetos.