Comunicações Gestão Estratégica Recursos Humanos

O Sucesso Organizacional começa de dentro para fora

Estamos vivendo a era da Informação. A comunicação ultrapassou as barreiras, venceu obstáculos e distâncias. Porém, com o mundo voltado para a tecnologia, aos poucos vai tomando espaço de um fator importante: o Relacionamento, voltado para o capital humano. Fator este, fundamental para o Sucesso Organizacional e Pessoal.

Mas, afinal, o que é Sucesso? É a percepção positiva que resulta do nosso próprio agir1. É uma mescla da capacidade do indivíduo com seus valores. Isso mesmo, nossas atitudes interferem diretamente no Sucesso que podemos (ou não) obter, e o mesmo vale para as empresas.

Hoje em dia, os profissionais não se atraem mais com um salário competitivo, eles procuram boas condições de trabalho para que possam realizar com eficácia suas atividades. Não é muito difícil encontrarmos empresas que dedicam toda sua atenção aos clientes, mas pecam ao esquecerem-se do relacionamento com seus colaboradores. Algumas atitudes simples podem fazer uma grande diferença como: feedback entre chefes e subordinados, flexibilidade nos horários, atenção às metas, entre outras atitudes que possibilitam a formação de um ambiente organizacional mais saudável e um bom relacionamento entre os colaboradores, para que todos possam olhar e caminhar para a mesma direção, levando a organização ao sucesso. No ambiente organizacional, Colaboradores satisfeitos, farão satisfeitos os clientes da organização. Ou seja, quanto mais qualidade e condições favoráveis de trabalho eles tiverem, menor será a rotatividade e maior será o ganho de clientes.

Segundo a revista ÉPOCA2, uma lista das melhores empresas para trabalhar, divulgada pelo instituto Great Place To Work (GPTW), elas crescem e criam mais vagas; a rotatividade de colaboradores são bem menores (quase a metade); incentivam as mulheres, apesar de ser minoria, confiando a elas cargos de liderança; promovem mais; estimulam a qualidade de vida; buscam formar novos profissionais dando bolsas de estudos, investindo em cursos, treinamentos, dinâmicas e até mesmo feedback regular com o chefe; e buscam as noves práticas culturais.

09 Práticas Culturais de Sucesso:

As nove práticas culturais são indicadores, definidos pelo GPTW, que qualificam as ações da organização e promovem a qualidade de vida entre elas e seus colaboradores. Quanto maior o aproveitamento destas “práticas culturais”, maiores serão os benefícios obtidos para as empresas – pelos colaboradores. São elas:

  1. Contratar: selecione pessoas que demonstram interesse em colaborar com o crescimento da organização, alinhando-se a sua cultura;
  2. Cuidar: demonstre preocupações com as necessidades pessoais e profissionais dos colaboradores. Além de ser muito importante para eles, permite um aumento em sua qualidade de vida, resultando no aumento de desempenho em suas atividades;
  3. Desenvolver: colabore com os colaboradores, ajudando-os a descobrirem, desenvolver e nutrir seus talentos;
  4. Agradecer: este ato é sempre muito importante, em quaisquer aspectos da vida. Reforça o bom relacionamento, criando um clima de apreciação pela contribuição de cada um;
  5. Escutar: muitas coisas podem acontecer (ou deixar de acontecer) sem que possamos notar, por isso é fundamental tornar acessível às perguntas, sugestões e críticas dos colaboradores;
  6. Falar: além de escutar, compartilhe as informações. É necessário falar, deixando bem claro os requisitos mínimos esperados pela equipe, de forma honesta e transparente;
  7. Inspirar: esta é uma das principais funções de um Líder. Transmita as missões, propósitos e metas, demonstrando a importância do trabalho de cada colaborador;
  8. Compartilhar: divida os frutos do esforço com toda a equipe, de maneira justa, compartilhando os resultados com quem colaborou com a “plantação das sementes”;
  9. Celebrar: cada nova conquista é motivo de celebração, e isto deve acontecer de forma única e entre todos os integrantes da equipe;

A base de tudo isso é a confiança, que possibilita a aplicação destas práticas. As organizações precisam confiar em seu quadro de colaboradores, para delegar a eles suas tarefas e atividades, e eles precisam confiar na organização para que possam realizar seus afazeres com maior dedicação.

Sucesso x Motivação:

O Sucesso está “atrelado” a Motivação. Não seria possível alcançar o sucesso, sem estar motivado. Podemos dizer que motivação é o impulso necessário para a busca do sucesso.

Em termos científicos, motivação refere-se à condição do organismo que “impulsiona” o comportamento humano à determinada ação. A principal questão da psicologia, em relação à motivação, é “porque o indivíduo se comporta da maneira como ele o faz?”3 Assim, entendemos que, quanto mais motivados os colaboradores estiverem, mais eles irão agir e percorrer o caminho que leva ao sucesso.

Ao tomarmos uma atitude, e esta for bem sucedida, naturalmente a probabilidade de sucesso nas próximas ações será maior, aumentando ainda mais nossa motivação. É assim que o sucesso e a motivação se inter-relacionam, fazendo com que cause uma ilusão de que tudo pode acontecer, ou à realidade analítica para o alcance dos objetivos, sendo impulsionado pela vontade de agir, convertendo-a em ação, sempre que uma situação for favorável.

Portanto, para atingirmos o Sucesso Organizacional, é necessário articularmos a motivação, um ambiente propício ao sucesso – através das práticas culturais – e uma conexão com a realidade. A essência de uma organização é o capital humano, e um bom relacionamento torna essa essência um sucesso. Uma empresa só funciona bem se souber motivar seus colaboradores a utilizarem o máximo – e melhor possível – as suas habilidades.

Referências:

  1. http://pt.wikiquote.org/wiki/Sucesso  
  2. http://revistaepoca.globo.com/diagrama/noticia/2013/01/como-sao-melhores-empresas-para-trabalhar.html  
  3. http://pt.wikipedia.org/wiki/Motiva%C3%A7%C3%A3o  
Renato Cunha

Deixe uma resposta