Tecnologia

O que é virtualização?

Este é o meu primeiro artigo de vários que irei escrever sobre virtualização. O objetivo deste é apresentar uma visão geral sobre o que é virtualização e os benefícios que podem trazer, quando se deve ou não virtualizar um ambiente computacional.

O que é virtualização?

Na área da informática, existem muitas definições sobre o que é virtualização. Podemos citar Buytatert et al (2007), que define que “a  tecnologia da virtualização consiste em fazer um computador físico comportar-se como se fosse um ou mais computadores, onde cada um destes computadores virtualizados acessem a mesma arquitetura básica de um computador físico genérico”. 1. Podemos dizer então que a virtualização transforma hardware em software,

Com a virtualização, podemos ter diversos sistemas operacionais sendo executados simultaneamente no mesmo hardware físico, compartilhando recursos e o melhor: sem necessidade de mudanças no sistema operacional, que na maioria das vezes, sequer sabe que está em um ambiente virtualizado.

Porque virtualizar?

Tem-se vários motivos que leva a virtualizar um ambiente, entre eles, podemos citar:

  • Redução de custos: Sem duvida, esta é uma das maiores vantagens, pois permitir que um mesmo hardware físico compartilhe diversos sistemas impacta em redução de custos com equipamentos, energia elétrica, refrigeração, etc.
  • Portabilidade: Como veremos com maiores detalhes futuramente, o fato da virtualização criar um ambiente genérico, é possível migrar os diversos sistemas em outros servidores físicos de maneira transparente, sem a necessidade de drivers adicionais ou as famosas telas da morte, kernel panic, etc…
  • Gerenciamento: as diversas ferramentas comerciais que existem no mercado possuem um nível grande de gerenciamento que permite de modo pratico estar tendo o  controle do ambiente sem grandes esforços.
  • Eficiência: Quando existe um projeto de virtualização bem elaborado, o ambiente terá uma disponibilidade maior do que no ambiente tradicional e os serviços estarão sendo executados de forma mais eficiente.

Quando virtualizar

a)       consolidação de servidores: Permite que muitos servidores físicos sejam virtualizados e hospedados em poucos servidores físicos. Muitos servidores hoje possui uma utilização baixa de seus recursos, em faixa de 8 a 12% de sua utilização;

b)       suporte a aplicações legadas: Permite que sistemas operacionais e aplicações que foram descontinuadas e sem suporte a hardwares novos, possam ser facilmente migrados para hardwares mais recentes sem riscos de incompatibilidade;

c)        suporte a sistemas operacionais múltiplos: este é um beneficio em ambientes onde o desenvolvimento e testes em vários sistemas operacionais são necessários;

d)       demostrar softwares: Realizar demonstrativos de softwares que podem ser executados de uma maneira eficiente e sem grandes esforços para sua implantação;

e)       desenvolvimento, testes e depuração: Devido ao fato do forte isolamento entre os vários SO em um ambiente virtualizado, torna-se fácil executar testes em softwares e análise de erros;

f)        treinamento técnico e E-Learning: Em muitas salas de aulas avançadas, tornam-se necessários diversos computadores para cada estudante. Com o uso da virtualização, companhias podem reduzir o numero de computadores exigidos para cada sala de aula e o tempo necessário para prepara-los para a próxima turma;

g)       continuidade de negócios: Virtualização pode ajudar uma empresa a alcançar os 99,999% de disponibilidade, ajudando a eliminar os ‘downtimes’ planejados, entregando alta-disponibilidade, soluções de recuperação de desastres e ajudar com as soluções de backup;

h)       HoneyPot: Máquinas virtuais podem ser facilmente configuradas para serem HoneyPot, ou seja, máquinas com o objetivo especifico de serem alvos para ataques que a rede ou determinadas aplicações podem sofrer, prevenindo com isto, que aplicações de produções possam ser comprometidas.

Quando não utilizar a virtualização

a)      testes em virtualização da plataforma x86: Não se pode testar virtualização dentro de um ambiente virtualizado. Isto irá tornar o ambiente não usável. Esta é uma limitação da plataforma x86;

b)      jogos no computador: Os requerimentos para execução de jogos de computador são extremamente grandes e ter a camada de virtualização entre o hardware e o jogo pode impactar no desempenho do mesmo;

c)       hardware e periféricos especializados: Não há meios de poder colocar em ambientes virtualizados periféricos de hardware customizado. Isto porque não há emulação ou representação destes dispositivos em ambiente virtualizado;

d)      testes de performance: A sobrecarga devido a camada de virtualização irá causar resultados errôneos na execução de testes de performance;

e)      depurar drivers de hardware: Devido ao fato de todas as maquinas virtuais terem o mesmo hardware, não há como testar ou depurar drivers de hardware nesta plataforma.

Nos próximos artigos estarei apresentando algumas características da virtualização que a tornam sem dúvida nenhuma, uma solução atraente para quem ainda não se aventurou nesta tecnologia. Aguardem!!

Referencias

  1. BUYTAERT, Kris, DITTNER, Rogier, et all. The Best Damn Server Virtualization. Book Period. Syngress Publishing Inc, 2007  
Fábio Massalino

Comentários

Deixe uma resposta