Implantando Scrum além das reuniões diarias

Geralmente as empresas implantam as reuniões diárias de 15 minutos, as famosas “daily meetings”, e dizem ”Nós trabalhamos agile!”.

Aí vem a triste (ou boa) noticia, metologia ágil não é só isso!

É muito fácil entender como funciona o Scrum, basta olhar para um único gráfico e ver que há algumas reuniões, papeis e alguns artefatos, ver o ciclo e pronto, você já entendeu toda a metodologia, mas há muito mais que isso!

Implantar metodologia ágil deve envolver toda uma empresa ou um projeto, dentro de uma nova cultura, e isso só sera possível com alguns fatores importantes, veja:

  • Como isso vai funcionar?

    • É importante que todos os envolvidos entendam como isso vai funcionar na sua empresa. Não tente seguir a risca, exatamente como é a metodologia só por que esta escrito. Ela veio para ajudar, e por isso faça as adaptações necessárias para facilitar o trabalho na sua empresa, eliminando tudo que é desperdício (verifique o artigo sobre “waste”, muito interessante). Faço documentos ou não faço? Se o documento é importante faça. Porém se for algo apenas pró-forma, e nem você, que esta fazendo o documento, sabe para que ele serve, negocie e foque no que é útil.

  • Engaje!

    • Todos os envolvidos no projeto devem estar comprometidos com o que foi definido, é muito importante ter apoio, não só do time técnico, mas do cliente e do “big boss” da empresa ou do projeto.

  • Faça! Sem falta e sem atrasos!

    • Leve a sério o que você divulgou que iria fazer, se não você colocara em risco toda a credibilidade do projeto e do time como um todo. Se as reuniões tem que durar 15min. é 15 min., se você decidiu que será feito uma reunião por semana, faça e busque o comprometimento de todos para essa reunião.

  • Equipes Auto-organizadas e Multidisciplinares

    • Confie no seu time! Engaje todos a assumir responsabilidades e tomar decisões, não há chefes mandando nesse time, o que há é decisões em grupo. Lembre-se TODOS são responsáveis pelo sucesso do projeto!

  • Use e abuse de recursos visuais!

    • Crie um ambiente colaborativo de verdade. Um software on-line, que você pode acessar no tablet, no celular e no desktop, é uma ideia boa, mas nada substitui os recursos visuais instantâneos, como a boa e velha cartolina e os post-it ou quadro branco! Além de entreter o time, vai deixar sempre claro qual o real objetivo do time! Coloque o “burn down” na parede e é responsabilidade do time manter atualizado diariamente. Ao fim do dia atualize o seu sistema on-line baseado nos post-it e no burn-down, caso necessário.

  • O prazo quem decide é o TIME!

    • Isso talvez seja um dos itens mais difíceis, mas é o time quem sabe o tamanho do esforço e o que realmente deve ser feito para atingir o objetivo. Não adianta a decisão vir “top-down” e como uma obrigação. Isso deve ser uma definição na qual você discute com o time a possibilidade de entrega nessa data e o que é necessário fazer para atingir determinado prazo (contratar mais pessoas, recursos, etc). Lembre-se CONFIE NO SEU TIME!

  • Comemore!

    • Ao fim do projeto, além da reunião de “review”, que é importante para os próximos projetos e para entender os prós e contras do atual projeto. É muito importante comemorar o final do projeto (ou de cada sprint), reconhecendo o esforço do time como essencial e uma forma de dizer “Nós mandamos muito bem!”.

E, para que tudo isso aconteça eu acrescentaria mais um papel na empresa, de “Agile Couch”, esse papel deve estar fora do projeto, talvez um terceiro, que conheça bem as práticas ágeis, e que teria a responsabilidade de garantir que as reuniões e a metodologia esteja sendo seguida conforme definição inicial, o intuito é que ele apenas fiscalize se o “burn-down” esta sendo atualizado, se as reunião estão sendo realizadas e garante tudo ocorra como planejado!

No mais, vista a camisa e faça acontecer! Vá além das reuniões diárias!

Comente, critique, opine! Me diga como é feito na sua empresa ou no seu projeto! O que falta para seu time ser ágil?

Comentários

comentarios

Miguel Carlos Honorio
na