Agile Comunicações PMI Projeto

Gerenciamento de Projetos: Tradicional(PMI) ou Ágil?

O assunto abordado de hoje, é um assunto que assombra a maioria das empresas de T.I: manter o modelo tradicional (PMI) ou mudar para o Ágil?

Muitos Gerentes de Projetos, defendem o modelo tradicional de Gerenciamento de Projetos,e outros defendem as metodologias ágeis para gerenciar os projetos em suas organizações.

Porém qual é a mais eficiente? Qual é a melhor? O quê devemos implantar?

Essas dúvidas seguem atormentando as organizações, não existe uma resposta exata para qual metodologia é a melhor. Tudo depende da maturidade da organização e da equipe do Projeto.

Trabalho com T.I. há mais de 10 anos, e já trabalhei nas principais empresas de Ribeirão Preto, inicialmente como programador e nos últimos 3 anos atuando como Gerente de Projetos. Atualmente trabalho com a metodologia Ágil (Scrum), no entanto, minha especialidade é a metodologia em cascata com certificação PMP.

As duas metodologias têm suas vantagens e desvantagens, e são utilizadas e muito bem utilizadas, por várias empresas gigantes do mundo. Não podemos negar suas eficiências, mas podemos conhecê-las de tal maneira a aplicar seu melhor dentro de nossas equipes e dentro da nossa organização.

Se sua organização e sua equipe tem um nível de maturidade elevado já é um sinal de que vocês podem implantar o Scrum com poucas dificuldades e com uma aceitação maior da equipe.

Porém se a maturidade de sua equipe é baixa, a implantação do Scrum pode ser desastrosa e a equipe pode querer nunca mais aplicá-la em sua organização. Esse é o primeiro erro que muitas empresas cometem, continuando com a metodologia tradicional e burocrática (cascata).

Quando as equipes que são maduras e estão abertas às mudanças, sair da metodologia tradicional para a ágil é assustador no início, com o tempo se torna rotina da equipe e a produção é aumentada de maneira impressionante.

Quando se fala de Scrum, a metodologia é utilizada muito para a etapa de Execução do Projeto e ela procura agilizar a todo tempo as entregas. No entanto, quando falamos de outras etapas como Custo, Aquisição, Gerenciamento de Pessoas, Comunicação, dentre outras, o Scrum não tem um processo definido para essas etapas.

Com isso volto a dizer que a melhor maneira é utilizar o que tem de melhor de cada metodologia, para o atual cenário da sua organização.

Para finalizar, minha humilde sugestão sobre o melhor de cada metodologia no decorrer do Projeto, baseado na minha vivência com T.I., na região em que trabalhei seria:

Documentação

  • Utilizar toda documentação e todos os processos da fase de iniciação sugerida pelo PMI é essencial e muito importante em todos os Projetos.
  • Todo processo de planejamento é importante em qualquer metodologia utilizada, procure sempre o que é melhor para sua equipe. Documentação é importante, mas fique atento pois tudo documentado pode sugar muito tempo e tempo é o que não temos hoje. Mescle um pouco do Planejamento do PMI (como EAP, Classificação e Priorização dos Projetos e Funcionalidades, Aprovação do Cliente, dentre outros) com o Planejamento do Sprint proposto no Scrum.

Execução

  • Se você pretende adotar o Scrum, inicie aos poucos, respire e vivencie o ágil, saboreie com vontade o crescimento e o progresso de sua equipe em cada Sprint. Isso irá torná-lo realizado. Durante o processo de execução, temos pontos de controle, no Scrum esses pontos de controle são as reuniões diárias (15 minutos em pé), onde toda equipe consegue de forma simples enxergar o andamento do projeto como um todo e um panorama geral do que cada integrante do time está fazendo. Nessas reuniões cada membro da equipe fala sobre o que fez no dia anterior, o que irá fazer no dia atual e as dificuldades que vem encontrando.
  • Essas reuniões são importantes para quebrarmos as barreiras da equipe e para que o Gerente de Projetos saiba a cada dia a situação real do Projeto.

Entrega

  • Na entrega do Projeto (Encerramento), tanto a metodologia do PMI quanto o Scrum têm processos bem definidos e essenciais para qualquer projeto.
  • Principalmente com as coletas de lições aprendidas, quanto as validações e aprovação da entrega. Mas o que me chama atenção no Scrum é a avaliação do processo adotado, onde a equipe toda propõe melhorias e adaptações nos processos utilizados, afim de realizar as entregas com uma qualidade melhor e de um modo mais ágil.

Conclusão

Por fim, sei que muitos de vocês, e de meus colegas Gerentes de Projetos, têm sua visão sobre metodologia, framework e processos. Cada um de nós e cada equipe tem suas preferências, mas o importante é compartilharmos nossas experiências e aprendizados, para que possamos chegar ao método/processo ideal para implantarmos em nossas equipes e organizações.

Tenho uma visão diferente do Scrum, que é o que eu estou me aprofundando em meus estudos atuais, vejo o Scrum não somente como um processo ágil, onde as entregas serão mais rápidas, onde iremos eliminar documentos que não servem para nada, onde vamos aumentar a produtividade de nossas equipes em 200, 300 ou 500 %.

Vejo que o Scrum é uma metodologia (framework), na qual as palavras que o define é “Crescimento e Amadurecimento”, onde esse crescimento é o crescimento e amadurecimento da equipe, crescimento e amadurecimento do Projeto que está sendo desenvolvido e principalmente o crescimento e amadurecimento do Processo que é seguido no dia a dia.

Espero que tenha contribuído um pouco do meu conhecimento e vivência com vocês, e se quiserem tirar alguma dúvida ou até mesmo trocar “figurinhas” estou à disposição.

Ferrucio Martins, PMP
Gerente de Projetos Ágil na Jet e-business.
Gerente de Projetos Ágil Certificado PMP, Certificado SFC.
Apaixonado por Gerenciamento de Projetos, independente da metodologia ou framework.

Deixe uma resposta