Governança

A visão holística na gestão da TI

Os processos de TI, sejam eles táticos ou operacionais, compõem um subsistema corporativo, cuja função provê à empresa especialidades necessárias ao sistema como um todo. Isso é fácil de admitir, mas nem tão óbvio quando praticado.

Diferente do que muitos gestores admitem, a TI opera sobre processos tácitos resultantes de iniciativas ad hoc. Isso é comum porque, nos processos corporativos, a TI muitas das vezes é colocada como uma caixa funcional e não como uma unidade tática. O melhor dos mundos seria ter os processos – vejam bem processos e não funções – da TI integrados aos demais processos corporativos, como vendas, compras, financeiro, escritório de projetos, logística etc., recebendo entradas de outras áreas e provendo saídas ao sistema de gestão. Essa integração permite à TI tratar entradas não somente como demandas funcionais, mas sim como demandas que necessitam ser processadas por diversas áreas de sua competência.

Um cenário de integração pode ser alcançado por uma iniciativa de convencimento da alta direção tomada pela própria TI. O trabalho de convencimento é árduo. Envolve vontade e força política, além de conhecimento do fluxo de processos que fazem a empresa girar. Para isso, a TI precisa saber mais do que faz. Compreender o fluxo é o início para que os próprios processos sejam criados com eficácia e, consequentemente, possam ganhar a adesão necessária. Ter uma visão holística da empresa é a única maneira de se implantar processos viáveis e eficazes.

Perceba que é a empresa como um todo que precisa ser observada, e não somente a TI, ou qualquer que seja a área funcional em que se atue. O gestor, estimulado pela adesão a um ou outro framework, considera que as suas interfaces de controle que interagem com outras áreas, são processos suficientemente capazes para uma boa gestão e ignoram a necessidade de buscar aprofundamento além das interfaces processuais. Creia que quando um processo lhe fornece informações, essas não são completas o suficiente para serem creditadas como verdade. Há diversos fatores que podem mascarar um controle e conduzir uma decisão ao um fiasco irrecuperável. Portanto, é indispensável ter uma visão além da TI para que uma boa análise tenha bons efeitos.

Cleber Sousa

Deixe uma resposta